Storie

Nem tudo o que eu quero è devido

Cosimo Scarano
Scritto da Cosimo Scarano

 

Eu quero muitas coisas, e não tenho problema nenhum em falar isso. E porque deveria ter?

Eu quero me tornar alguém importante, uma pessoa ilustre e eu sei também como fazer isso, conheço a motivação pela qual eu queria que isso acontecesse: mas não precisa eu escrever isso para vocês agora, porque vocês vão entender, ao longo do tempo.

Eu quero ter ao meu lado uma pessoa especial, com que compartilhar tudo, – realmente – cada coisa que passa na minha cabeça, sem medo de ser julgado, sem acanhamento para descobrir demais o meu lado mais intimo, acessível sempre e unicamente por mim.

Eu quero viver uma historia de amor inesquecível, mas não como aquela que tem nos filmes que depois de ter sido do cinema você começa esquecer aos poucos, sem nem perceber, no meio das outras coisas do mundo e da rotina: a historia que eu quero è sim uma historia que ninguém nunca imaginou, uma historia na qual eu posso virar pro outro falando “hey, você está se sentindo sortudo? Somos os únicos que viveram algo tão especial, e vamos ser os únicos pra sempre…”

Eu quero uma vida cheia de dias que me deixem reflexivo, e as vezes até triste, mas sò porque depois eu teria uma perspectiva diferente sobre as coisas que realmente importam, de um jeito que nunca mais eu iria esquecer elas, até quando me parece que tudo seja inùtil.

Mas também quero uma vida cheia de dias despreocupados, de momentos que me façam esquecer tudo, quem eu sou, onde eu estou, por que eu sou e todo o tempo que passa sem parar para nos trazer quem sabe aonde: naqueles momentos eu apenas queria ser, perceber minha individualidade, reunir em um punho todas as coisas que me limitam, que me deixam parado, e jogar elas no ar, gritando coisas que eu sempre penso, mas nunca consigo dizer.

Quero que o mundo repare em mim, mas obviamente eu vou reparar nele antes, eu que caminho em cima e sei que faço parte dele, e por isso eu quero mudar e fazer o que eu posso, mas possivelmente também o que eu não posso, e sò imagino.

Eu quero que meu futuro seja luminoso, porque ninguém gostaria de ir para um lugar sombrio, obscuro, asfixiante: precisa de luzes para ser seguidas, sons que nós levem, imagens que nós atraiam e historias das quais sò esperamos conhecer a continuação – porem, sem nunca chegar atè o final.

Quero, na verdade, não chegar atè aquele ponto: acredito que è possível ir atrás e alcançar mil metas, e depois ainda encontrar uma nova motivação para continuar avançar, sem medo de chegar longe demais, estou numa fase da minha vida em que “demais” representa apenas uma palavra, um barulhinho irritante numa cabeça cheia dos ecos triunfantes de uma idade cheia de energia, um tempo em que eu sou mim mesmo e também tudo o que me rodeia.

Eu quero essas e também varias outras coisas, e não deixarei que alguém que nunca tentou nada na vida dele, me fale que infelizmente isso è impossível.

Impossível è deixar que os dias passem sem que façam algum sentido, sem que eles tragam sorrisos, junto com as satisfações que geraram aqueles sorrisos, que merecem ser guardados para sempre.

Não tenho medo de querer as coisas que eu mereço; e não mereço elas porque eu sou algo especial: eu mereço porque faço parte de uma sociedade que me oferece oportunidades ilimitadas, e por estar vivo como qualquer outro menino cheio de energia, num mundo que realmente tem vários problemas, mas com certeza tem ainda mais sonhos para ser realizados.

E sim, podem me chamar de iludido e provavelmente nem tudo o que eu quero è devido: mas eu não canso de desejar nada mais que isso, realizar tudo o que eu quero, a vida pela qual eu fui criado.

Nem tudo o que eu quero è devido scritto da Cosimo Scarano media voto 5/5 - 1 voti utenti
Ti è piaciuto l'articolo? Votalo!
Devi accedere per poter votare.
Il voto dei lettoriIl voto dei lettori
1 persone hanno votato questo articolo.