Storie

Porque eu não consigo esquecer de você

Cosimo Scarano
Scritto da Cosimo Scarano

É possível esquecer varias coisas: o nome de uma rua, a cor de um carro, a data de um aniversario, o titulo de um livro, o cheiro de um quarto, a forma de uma flor. Mas as pessoas, elas não. Porque pessoas são importantes.

Todos dias aprendemos algo novo, ampliamos nosso conhecimento, coisas novas entram na nossa cabeça enquanto outras são esquecidas, deixadas para trás junto a certeza que nunca mais voltarão. Já foram e nunca serão de novo. Mas porque isso não funciona com pessoas?

Cada um de nós conheceu pelo menos uma vez aquela pessoa, viveu aquela grande historia de amor, experimentando algo incrível tendo a seu lado aquela que na hora parecia a alma gêmea, a pessoa certa para compartilhar tudo o que o mundo e a vida poderiam nos oferecer, e depois de um tempo se tornou causa de muita dor e pensamentos tristes. Pensamentos que são bem difíceis e relutantes à se acabar, e por enquanto os dias, as semanas, os meses, até os anos passam sem que a gente consiga apagar tudo e recomeçar com algo totalmente novo. Isso nunca acontece, simplesmente porque está impossível que isso ocorra se realmente essa pessoa significou algo para você.

As pessoas são importantes e podem deixar marcas enormes na nossa vida; marcas que é possível enxergar também depois que elas foram embora dos nossos hábitos cotidianos, saíram das nossas conversas, desapareceram – mesmo só fisicamente – em baixo do horizontes acessível pelos olhos. São comprovações que alguém significante cruzou o nosso caminho, parou na nossa frente, olhou nos nossos olhos e decidiu compartilhar um pedaço de estrada, segurando nossas mãos, batendo os pés na mesma terra.

Não podemos esquecer nada porque somos nada mais que o resultado de vários encontros, dezenas de conversas noturnas, centenas de abraços, milhares de beijos e inumeráveis palavras criadas numa metade do coração, enquanto a outra continua trabalhando para sustentar o resto do corpo, invadido por um sentimento que é origem de qualquer coisa, começo e fim de momentos da nossa existência que por qualquer motivo resultam inesquecíveis. E assim como o coração, a nossa mente também está dividida em duas partes: uma delas enfrenta o presente e planeja o futuro, nos ajudando a ir para frente; a outra, ao invés, preserva tudo o que teve um impacto no nosso passado, tentando usá-lo para doar um significado a lembranças e emoções que caso contrário seriam como roupas jogadas no chão da memoria, sem nenhuma forma, nem volume.

Por isso não precisa ficar desesperados ao perceber que não da para esquecer uma pessoa e tudo o que se refere a ela, até quando parece que realmente cada coisa tem a ver com ela: a força das memórias é diretamente proporcional ao tamanho do sentimento que nos experimentamos, algo que aconteceu dentro de nós e nunca foi afetado por eventos exteriores ou subsequentes.

Lembranças representam apenas um resumo da nossa vida que não pode ser modificado, e nem destruído: elas simplesmente são parte de nós e sempre serão, juntando apenas coisas boas ou, as vezes, dando de volta força a grandes tragédias pelas quais já passamos. Mas tudo irá sempre estar relacionado com alguém, com as pessoas que causaram tudo isso, criaram essas situações e nos permitiram de crescer e conhecer o que a vida tem de bom para oferecer. Elas fizeram isso, de algum jeito, e nos levaram a ter uma consciência maior sobre as nossas prioridades de cada dia, coisas que a gente aprende e depois nunca mais esquece.

Por isso e muito mais, eu não consigo esquecer de você.

Ti è piaciuto l'articolo? Votalo!
Devi accedere per poter votare.
Il voto dei lettoriIl voto dei lettori
0 persone hanno votato questo articolo.